quarta-feira, 31 de outubro de 2012

morte e vida norte riograndenses;

Vendem-se! Casa de taipa (paus à pique e reboco de barro, argila) em área de cerrado RN, junto de afluentes do rio potengi; de fato, a propriedade está á venda no município de Rui Barbosa-RN; Mas quem sobreviveria? Oferta de chuvas em 2.011 mais de 1.000L/m², como se fosse uma lâmina de água de 1 metro de espessura, um dilúvio; em 2012 recebeu 250L/m² de água das chuvas - não houve produção agrícola, e o pasto (do gado) que nasceu com as primeiras chuvas (de janeiro a junho) murchou, secou, morreu até setembro de 2.012; A água do rio, próximo, afluente do Potengi, é salobra (e abundante) incompatível como irrigação de feijão, milho, hortaliças, mas excelente para alguns capins, como o capim elefante (que quase não se planta) para alimentar o gado; com essa pequena explicação fica claro, a um racional, que a seca nordestina não tem nada a ver com escassez de água doce, escassez de chuvas; Basta captar e armazenar, racionalmente, a água doce das chuvas para tudo; enquanto isto o abastecimento doméstico é feito por carro-pipa patrocinado pelo MIN e administrado pelo EB, água ruim, doente que vem de açudes - Açu-RN, ou das lagoas costeiras (próximo a Natal), com muito cloro e outros lixos; 4 a 5 famílias (da área) recebem 10.000 litros do carro-pipa, por mês (30 dias), mais ou menos 20 pessoas, 500L X pessoa X mês, dar 17 litros X pessoa X dia; Pobre povo inocente, indefeso: se dar por satisfeito com tamanha humilhação, paternalismo "barato";