sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Educação ambiental.

RN-NE-BR, 06 de julho de 2.009.
Anexo: CD Gravado com Ciência Ambiental
             Algumas correspondências recebidas pela FEMeA.

Ilustríssima Coordenadora Editorial da REDE de CRISTÂOS/CAALL (Centro Alceu Amoroso Lima para a Liberdade).


 1) Visando a manutenção de intercambio de informações com Instituições Científicas comprometidas com Deus e com a promoção da Vida, a exemplo do CAALL, anexamos a este documento um “CD” gravado com o Tratado Eco-social-ambiental-moral, (Tesam), base (1ª fase) de um estudo socio-ambiental do Nordeste, ao qual, progressivamente no tempo, serão acrescidas informações “in loco”, mas diferentemente de outros trabalhos de ciência ambiental da FEMeA trataremos essas informações no incondicional sentido “moral”, disponibilizando, assim,  aos analistas e estudiosos do assunto uma versão realista (e ousada) da atividade socio-ambiental do Homem na Terra. Nossa expectativa com o envio deste material é que o CAALL por intermédio de seus departamentos de ensino (Faculdade+) e publicações (Boletim Rede+) faça uma análise comparativa entre as informações científicas da FEMeA e as informações que são do domínio público, emitindo pareceres, críticas, sugestões que serão úteis para orientação e desenvolvimento deste TRATADO, tornadas públicas para o Bem de Todos.

  Está sobejamente comprovado que a literatura ambiental brasileira, copiada da literatura ambiental USA na ECO 92 (1.992) é estranha e agressiva para os Elementos do ambiente da vida no Brasil; é notório que há incompatibilidade na relação da Humanidade com o “ambiente Terra” e com as  formas de vida naturalmente estabelecidas, onde o homem é seu único predador; é claro, entretanto, que a parte consciente da Humanidade  (1:10.000.000) deseja “conhecer” a antítese ao CAOS flagrante, arquitetado no “envolvimento insustentável” cultuado.

 Temos ciência e consciência de que o Material Científico Didático da FEMeA tem gabarito e fé de ofício para  se opor a essa estupidez intelectual do USO, consumo, gasto da água; do solo; da Atmosfera; da Luz Solar; da Natureza; da Vida, onde o antídoto do “mal” será a UTILIZAÇÃO por transformação como é a expectativa de Mãe Natureza e desejo de Deus.

 Defender o “equilíbrio” da Vida na Terra é direito e dever do “Ser” Instituição  Imagem e Semelhança de Deus, sede da inteligência,  Razão e racionalidade, principalmente quando se é CRISTÃO.

2)Solicito o empenho de V.Sa. no sentido de dar conhecimento deste Documento(e anexo) aos Dirigentes desta Instituição Científica. Permaneço à disposição para outros esclarecimentos.

3)Somente a verdade liberta: onde há trevas não há LUZ, não há PAZ, não há justiça – é o Caos. 

Com os meus cordiais sentimentos de apreço e consideração,


                                                                                __________________________________

                                                                                Damião S. de Medeiros
Carta aberta nº 9 expedida pela FEMeA à Rede de Cristãos do CAALL, ratifica nossa afirmativa de que ao longo de 20 (vinte ) anos investimos na divulgação desse Material de Educação Ambiental Cientifica, principalmente no Brasil, onde a literatura ambiental é um festival de bobagens, inclusive no artigo 225 da constituição BR/88, ignorância que se converteu em extravagâncias que agridem sistematicamente os recursos naturais, eliminando a vida.