sábado, 30 de junho de 2012


O Planeta Terra. Geologia. 4 Eras Geológicas;proterozóica, paleozóica, mesozóica e cenozóica. 13 Períodos distribuídos nas 4 Eras Geológicas – Períodos
Na Era proterozóica – Período azóico e pré-cambriano; 2 períodos, 3.800.000.000 anos;
Na Era Paleozóica que durou 380.000.000 de anos - Períodos cambriano, ordoviciano, siluriano, devoniano, carbonífero, permiano. Os períodos carbonífero e permiano constituem o período antacrolítico; 6 períodos.
Era Mesozóica que durou 150.000.000 de anos com os períodos triásico, jurássico, cretáceo; 3 períodos;
Era Cenozóica (é a atual) que já dura 71.000.000 de anos, com os períodos terciário, e quartenário. A  Terra tomou a forma sólida há 4,4 bilhões de anos, mas a origem da massa do seu corpo é de 4,6 bilhões de anos, com a explosão do big bem.
Na Era Proterozóica, cerca de 3,8 bilhões de anos, teve vida rudimentar dos primeiros microorganismos. A vida começou nos últimos 600 milhões de anos.
Resumo da Vida na Terra:
Entre 570 e 500 milhões de anos, na Era Paleozóica do Período Cambriano, nos mares(provavelmente ainda de água doce) desenvolveram-se celenterados, equinodermes, invertebrados; existia apenas um continente, uma massa continental com répteis, cefalópodes, e na flora teve as primeiras criptógamos, fanerógamas, gimnosperma. No período Ordoviciano apareceram os crustáceos; no Siluriano apareceram peixes e escorpiões; no devoniano apareceram vermes e insetos; no carbonífero surgiram os invertebrados, batráquios, répteis; na flora surgiram fanerógama e gimnosperma ; no Permiano desapareceram os tribolites que haviam surgido na Era Proterozóica;
Na Era mesozóica, no período Triásico surgiram os sauros aquáticos e terrestres. No período Jurássico houve a transição de répteis para aves (arquioptérix) No período Cretáceo surgiram os primeiros mamíferos marsupiais, e na flora surgiram às coníferas, as angiospermas: mono e dicotiledôneas.
Na atual Era Cenozóica: no período Terciário houve mudança na crosta terrestre; os sauros foram extintos; os peixes, os répteis e aves assumem o aspecto atual. Surgem os animais ruminantes e tem origem os primeiros símios antropomorfos. No período quartenário, atual, define-se o clima, a fauna e a flora. Surge o homem animal primata; .foi neste período Quartenário que a crosta terrestre gozou de transformações significativas.
Recapitulando o desenvolvimento da Vida na Terra: há 570 milhões de anos  (paleozoica) poucos seres vivos, provavelmente depois  do regime de chuvas em toda Terra (Gn 2,5); há 350 milhões de anos surgiram as primeiras plantas no Continente, quando os répteis deixaram as águas para viver  nas terras emersas. Há 230 milhões de anos (mesozoica) surgiram os dinossauros e terríveis répteis; há 67 milhões de anos (cenozóica) apareceram os mamíferos e as terras emersas se transformaram em 3   ou 5  Continentes; há 20 milhões de anos surgiram os mamíferos evoluídos, os primatas. O homem surgiu a cerca de 1,5 milhões de anos -  Homo Erectus Gn 1,26);  Homo Sapiens – Gn 2,7, surgiu há 7.510 (em 2.007).
A caatinga do nordeste é a terra mais antiga do Brasil;  o terreno guarda características do período cambriano; não tem solo de sedimentação e por isto é semiárido; o terreno da caatinga, sui gêneris no Brasil, é o subsolo rígido coberto de pedras miúdas (seixos) cortantes, irregulares e pouca terra, em cima de lajedos, que as vezes afloram. Como a caatinga é ondulada, a água das chuvas (de 300L/m² a 1.000L/m²) arrasta para as  Várzeas dos rios e riachos, toda massa orgânica morta, transformando as várzeas do sertão no terreno mais fértil do Nordeste, mas em contrapartida a água arrasta também a cinza, fuligem e carvão da madeira queimada na caatinga, material SEM VIDA, porém com muito sódio e cloro, elementos químicos minerais que constituíram a madeira viva, e com isto provocando uma agressão ambiental, particularmente o nitrato de sódio, salitre; o nitrato de sódio é formado de ácido nítrico – NHO³ e sódio. O ácido nítrico é formado na atmosfera, tendo como núcleo de aglutinação partículas da madeira incinerada que vai para a atmosfera. O nitrato de sódio destrói o solo orgânico mineral e saliniza a água que corre pelos rios, riachos e suas várzeas; em suma: o salitre tem tudo  a ver com a queimada, fogueira, coivaras do Nordeste.
O Homem já tem tecnologia para criar solo na caatinga do NE, 250.000km²; os outros 3 elementos naturais são favoráveis à proliferação de vida animal e vegetal na caatinga, inclusive agropecuária racional.