segunda-feira, 30 de junho de 2014

Educação ambiental.

Tempo 5/33; se no lixão humano o urubu tem alimentos diversificados - animais domésticos que morrem na CIDADE e são descartados pelo cidadão no lixão; tem a matéria putrefata, de origem animal, da cozinha do cidadão, que vem para o lixão; MAS os urubus tem, nesse momento, água abundantemente empoçada nas estradas carroçáveis do agreste RN; para que vida melhor?  É pena que essa água desaparece logo, logo pela evaporação de 11L/m² da superfície da poça, por dia, e se não tiver outra chuva, o urubu terá de se deslocar, logicamente voando, para beber no poço da merda, ou no riacho da merda urbana, que fica a cerca de 2km do lixão, ou seja, para o urubu está tudo no mesmo lugar; muito conveniente, civilizado e humanizado.