sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Educação ambiental.

O sr Francisquinho  faz um plantio de hortaliças junto à parede do açude campo grande, no rio Potengi, o rio grande do norte, seco, morto, há muitos anos; com um moto bomba tira o liquido do açude e bota diretamente nas plantas; com 1.200 dias sem  ter chuvas para renovar a água do açude, o  líquido parado por tanto tempo, sem oxigenação,  tornou-se um caldo de matéria orgânica decomposta, todos os tipos de microrganismos, incluindo algas; ao colocar-se-o   nas plantas da horta, todo esses elementos, estranhos,  vão ocupar o terreno e o corpo das plantas; o Sr. Francisquinho vem lutando para produzir hortaliças para vender na cidade (São Paulo do Potengi-RN), mas não está fácil, já que até as bananeiras e os coqueiros estão passando mal  com tanta contaminação nesse lixo liquido armazenado por tanto tempo. Realmente, com as novas condições climáticas, criadas e mantidas pela agropecuária NE, a açudagem no semiárido se tornou um grande problema; imaginem a vida depender de água doce, limpa, todos os dias, mas que não existe;