quarta-feira, 30 de abril de 2014

Educação ambiental.

Vendo-se essa área desgastada, descampada, nua, a primeira impressão é de que se trata de caatinga, já que caatinga, palavra indígena, significa "clareira", onde as plantas a nível arbustivo estão muito dispersas; mas essas terras estão no agreste RN, que já foram área de CERRADO, com solo de sedimentação de 1m de espessura, cobertura vegetal de 0,6m³/m²; é um terreno com inclinação de 20%, e originariamente arenoso; vem sendo desmatado há dezenas de anos para os campos de lavoura, e depois para os campos de pastagem do gado; todos os anos, antes da estação chuvosa, o agricultor arrancava e queimava toda a vegetação, que significa "limpar" a terra para o plantio; passava o arado da capinadeira soltando o solo, que com as chuvas era arrastado para as partes baixas, assoreando os riachos, os açudes,  no verão, seco; o vento também participava dessa erosão; resultado: essa área que já foi úmida e fértil, hoje é mais que caatinga, mais que semiárido: foi  promovida a deserto de pouca vida, desertificação.