quarta-feira, 30 de abril de 2014

Educação ambiental.

Essa imagem do umbuzeiro mostra o quanto essa árvore é adaptada às condições climáticas do semiárido, e se utiliza de mecanismos físicos biológicos para ignorar à redução na oferta de chuvas, e o aumento da evaporação de água; esses tentáculos em primeiro plano, tanto pode ser raízes que viraram galhos, quanto galhos que se transformaram em raízes; as raízes do umbuzeiro são especialistas em armazenar muita água durante o período das chuvas para suprir a necessidade no verão seco; mas também há necessidade de produzir açúcares por intermédio da fotossíntese, que depende da parte aérea - caule, ramos, folhas do umbuzeiro; assim o umbuzeiro transformou seu galhos em raízes para coletar água e nutrientes minerais do chão, armazenando-os sem perda por evaporação (dentro da terra), e/ou botou raízes aéreas para coleta de luz solar, gases atmosféricos, respiração, metabolismo,  fotossíntese,  produção de  glicose.