terça-feira, 29 de abril de 2014

Educação ambiental.

Nesta imagem a terceira reportagem de  hoje sobre 3 pequenos açudes no agreste RN; em um deles tinha um razoável volume de CALDO verde, repleto de pasta que se alimenta da contaminação diversificada, e algas que se desenvolvem em todos os açudes do semiárido por conta da alta intensidade de luz solar e calor, e por se tratar de um microrganismo é altamente prejudicial para o gado beber ou para se "aguar' as plantas; Em tempo!  Aguar é diferente de irrigar; irrigar é botar a água no tronco da planta, junto às raízes; AGUAR é colocar a água, como quer e manda a Natureza, em todo o corpo da planta, como se fosse a chuva. na segunda postagem vimos um açude com uma poça muito pequena de lama; nesta imagem um açude totalmente seco, lembrando que os 3 açudes abordados estão muito próximos um dos outros, digamos, em uma área  de 10 km², onde a oferta de chuvas foi a mesma, em 2.014; nesta imagem até o capim que nasceu por conta da água das chuvas, no caixão do açude está secando.