quarta-feira, 27 de março de 2013

Educação ambiental.

Mundo morto; oficialmente não é caatinga semiárida, não é deserto árido, mas é deserto sem vida; Algumas árvores que se vê no horizonte são algaroba e juazeiro salvos do machado, foice, por que o juazeiro é sombra para o gado, e a algaroba tem vagens que alimentam o gado; Tudo preto, queimado pelo fogo do Sol de 40ºC; este terreno de cerrado no RN já teve solo orgânico mineral com 80 cm de espessura, onde se estabeleceu uma vegetação "cerrada" de árvores, arbustos, cipós, e no tempo das chuvas nascia uma infinidade de gramíneas e plantas rasteiras; terra boa para a agricultura e para o pasto do gado; O Homem foi desmatando a cada ano aumentando a área do "roçado", até desmatar toda a propriedade (cada propriedade), e hoje no agreste RN não tem 5% de vegetação nativa; como se vê na fotografia, o terreno arenoso é inclinado suavemente, e já se vê seixos que surgiram quando o solo foi arrancado pelo arado da capinadeira e pela erosão das chuvas e dos ventos;Hoje o solo está totalmente esgotado, e mesmo chovendo não produz agricultura de subsistência - milho, feijão e mandioca, enquanto a semente do pasto natural do gado está acabando. Realmente um desastre ambiental provocado pelo Homem, que continua a todo vapor, mesmo sem ter o que se queimar.