terça-feira, 26 de março de 2013

Nova postagem.

Contra senso; tudo o que o Homem chama de desenvolvimento, na realidade é fator de destruição da vida. Não há qualquer exagero nessa afirmação, desde que o analista deste dsoriedem.blogspot.com  tenha "conhecimento" das agressões visualizadas (serão reais no local) nessa rua afastada em uma cidade do semiárido NE; 1) cor escura (preto/cinza) do asfalto - durante o dia, com Sol, a temperatura no asfalto é, a qualquer omento, 3 graus "C" acima da temperatura ambiental que para o calor de mais de 30º C do NE é um desastre em vários sentidos; o asfalto absorve o calor do Sol durante o dia, e à noite leva mais de 4 horas para dissipá-lo mantendo a temperatura mais alta; depois que dissipa o excesso de calor, o asfalto esfria (à noite) 3 a 4º C; significa dizer que todos os dias o asfalto é a causa da variação de 6º C na temperatura, afetando substancialmente (a saúde humana) a luz solar incidente e refletida, temperatura ambiental com mudança estranha; altera a direção e intensidades dos ventos; umidade do ar; 2) o asfalto impermeabiliza o terreno, e com qualquer chuvinha a água vai escorrer para um ponto mais baixo, causando enchentes, transtornos; 3) a cidade (do cidadão) em si já é uma grande agressão para a Natureza; 4) nenhum ser vivo se sentiria atraído a permanecer em um ambiente com asfalto, principalmente por que  o calor do Sol (no NE) força a saída de gases (do petróleo) altamente nocivos à respiração aeróbica. O Homem realmente é muito estranho, e confuso. Conheça, neste dsoriedem.blogspot.com, a "Cidade Racionalizada do Futuro"