domingo, 31 de março de 2013

Educação ambiental.

O gado do semiárido NE; As vacas (bovinos) que se vê nesta fotografia são da chamada "agricultura familiar" promovida e badalada pelo governo federal, principalmente nos assentamentos do INCRA, onde todos os anos o governo compra o gado dos fazendeiros locais por um preço 3 a 4 vezes maior e bota nos assentamentos para morrer de fome; em pleno Século XXI, e, apesar da tecnologia disponível, a agropecuária no semiárido continua uma loteria, quando se sabe que o RGN já teve, na ERA do Couro, o maior rebanho bovino do Brasil, e dessa atividade pastoril surgiram cidades com denominações relacionadas com a pecuária: Currais Novos, Parelhas, Pau dos Ferros, Etc, o que significa dizer que a situação caótica foi estabelecida pelo Homem; é Impossível para a tecnologia brasileira se fazer agropecuária com oferta de chuvas inferior a 300L/m²/ano, que hoje é o caso mais comum; enquanto isto, 300 L/m²/ de água  das chuvas significam 3.000 m³ de água por hectare, ou 300 milhões de litros por km², um dilúvio, se o Homem soubesse captar e armazenar racionalmente essa água.