domingo, 28 de abril de 2013

Educação ambiental.

Estamos (a fotografia) no km 238 da BR 304, na área rural de Riachuelo-RN; no detalhe a guarita da entrada do que FOI uma cooperativa agrícola do assentamento Lagoa Nova, onde 240 famílias, assentadas em 1.999, sobrevivem exclusivamente dos programas paternalistas, assistencialistas do governo federal, ou: 1) tem um ou 2  aposentados do INSS na família; 2) buscam a renda trabalhando em Natal-RN; 3) tem na família um funcionário ou contratado da prefeitura local; 4) é mantido por partidos políticos como cabo eleitoral, podendo se candidatar a vereador (a) com possibilidade de ter 100 votos, em um universo de 400 votos para eleição,  habilitando-se a participar do "mensalinho" distribuído pelo governo local - prefeitura, câmara de vereadores, sob os auspícios e patrocínio do governo federal que envia recursos às prefeituras do NE para tal; há também "o plano safra", sem produção e outras sacanagens oficiais, um verdadeiro pandemônio.