segunda-feira, 31 de março de 2014

Educação ambiental.

Conscientização e democratização da ciência ambiental; com esta frase, como lema do nosso trabalho cientifico iniciado em 1.994, com a divulgação maciça em todo o Brasil, e parcialmente no Exterior, não conseguimos alcançar os objetivos de criar uma sociedade consciente, capaz de entender que, por exemplo: essas obras da engenharia BR não tem aplicação prática como forma de se erradicara seca; em 9 anos divulgando nossas ideias no RN,com palestras e com oficinas práticas, conseguimos mudar a mentalidade de pouco menos de 10 pessoas, mais por consideração à minha pessoa, do que por entender de fato, a questão ambiental; dessas 10 pessoas, que durante muito tempo participaram dessas obras do governo, pelo menos a metade afirmam que essas obras infrutíferas, inoperantes são propositais, o que ratifica nossa convicção de que estamos diante de crimes oficiais: crime ambiental, crime econômico, crime de lesa pátria, crime contra a Humanidade; este último (crime) está patente quando o governo usa essas obras enganosas como forma de convencer o HOMO semiárido a manter, com o voto de cabresto,  essas desgraças no poder; é como se fosse uma lavagem cerebral que inibe a capacidade de criar e raciocinar, do operário da seca, já fragilizado pela secular indústria da seca.