quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Educação ambiental.

Nesta fotografia, agreste do RN,  o cavalo estar no porão do açude comendo o capim que secou; na postagem anterior mostramos  "A água na Região Nordeste Brasileiro" um trabalho científico inédito, aponta com dados matemáticos, como acabar a famigerada seca nordestina, com os recursos naturais disponíveis; esta imagem mostra bem o que representa a seca; nessa área choveu 500mm, ou 500L/m² em 2.013, e o lugar aonde o cavalo estar acumulou, com essas chuvas, uma represa com 1.000 m², uma lâmina de 2m de espessura, e portanto cerca de  2.000m³, 2.000.000 de litros, menos de 1% da capacidade de armazenamento; a evaporação é de 11 L/m²/dia; o cavalo já não tem onde beber água, e o capim seco perde, com a evaporação do alto calor do Sol, e vento seco, 80% da matéria orgânica e nutrientes minerais; o capim é só enchimento, mas não alimenta: nesta área do agreste RN há um açude desses para cada área de 3km²; todos estão secos, vazios; A represa do pequeno açude, quando cheio, cobre uma área de 10.000m²; a situação seria outra se o Homem já soubesse captar e armazenar RACIONALMENTE a água das chuvas; essa área de 1 hectare (que seria a represa do açude)  recebeu 500 X 10.000= 5 milhões de litros de água, se tivessem impermeabilizado a área com lona plástica e tivesse sido armazenada em cisternas forrada e coberta com lona plastica. Com um Projeto tão simples muda-se o Nada de 300 anos para o TUDO do futuro;