quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Educação ambiental.

Ás 9H15  o Sol nesse ambiente seco, estorricado é tão grande que a vaca teve de procurar a única sombra (algaroba) nesse mundão para se abrigar; começou a comer o mato seco a partir das 5 horas da manhã, capins que não tem sustança, não alimentam, não sustentam o animal; a vaca encheu a barriga, mas não está alimentada; à esquerda se vê uma vaca branca deitada, sem abrigo do Sol, mostrando que os animais se deitam por que estão fracos, desnutridos; mas aqui vale uma lei da física elementar; a vaca de cor preta abrigada do Sol - a cor preta (do corpo)absorve muita luz, e a vaca sofre mais com o calor; a cor branca reflete luz, fazendo com que a vaca branca não sofra tanto calor ao deitar-se ao relento;  nessa imagem, no agreste RN, se vê claramente que a seca nordestina é cultural; essa área vem sendo desmatada há 100 anos, e já se vê partes do terreno (pelado) onde não nascem plantas; essa área de CERRADO, com massa vegetal nativa de 0,35m³/m² está reduzida a uma árvore - a algaroba invasiva; Estamos vendo uma área de Cerrado que foi transformada em deserto em toda plenitude; nessa propriedade rural são 20 hectares de terras para cada cabeça de gado bovino; Mas será que ainda se pode SALVAR o Nordeste, adiando-se o apocalipse? Cientificamente, sim: Ver a postagem de hoje "  Á Água na Região Nordeste Brasileiro", onde mostramos a Real existência de água doce das chuvas para o abastecimento urbano e produção de alimentos, ao contrário do que esta fotografia mostra - é a diferença entre o instinto animal que resultou nessa imagem caótica, degradante, e a INTUIÇÃO investigativa, ciência.