quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Educação ambiental.

Nesta imagem o desmatamento, pela 20ª vez, nos últimos 60 anos, da propriedade de um "engenheiro agrônomo" no agreste RN, mostrando que mesmo tendo oportunidade de frequentar uma faculdade não consegue ENTENDER o desastre ambiental que está promovendo; os montes de garranchos secos, em "coivaras" vão ser queimados, transformando  toda essa massa orgânica seca em carvão, fuligem, fumaça, cinzas, destruindo o solo (que já não existe), contribuindo (de certa forma) para o efeito estufa, geração de ácidos ( e chuvas ácidas) na atmosfera, entre os quais o ácido nítrico que, ao chegar ao chão cria o salitre que destruiu 80% das várzeas, as terras mais férteis do Agreste; O Doutor está contribuindo para o aquecimento global; não é por acaso que a literatura ambiental brasileira é um festival de bobagens parcialmente traduzida na letra do samba do crioulo doido, e PATENTE nesta imagem.