domingo, 29 de setembro de 2013

Educação ambiental.

Zona da Mata RN; a zona da mata nordestina começa no município de Ceará-Mirim-RN e vai até  o Estado da Bahia, divisa com a zona da mata MG; No RN é a área mais fértil e úmida - está próxima do Mar, daí por que o nome de "mata atlântica" - junto ao Oceano Atlântico; recebia mais de 2.000 L/m² de água das chuvas por ano, o que significa uma lâmina de água (das chuvas) de 2 metros de espessura, ou 2.000 litros de água por metro quadrado, um dilúvio, ou ainda, 2 milhões de litros de água por quilômetro quadrado; a flora, a fauna escolhem o lugar para nascer e viver de acordo com os 4 elementos da Natureza e suas variáveis atmosféricas; Os elementos da Natureza e as variáveis atmosféricas são INTERDEPENDENTES, de tal forma que alterando-se uma dessa variáveis, as ouras são alteradas para se adaptar, equilibrar  o ambiente; o nível, a massa X m², o porte dos elementos vegetais  de um lugar são proporcionais ao equilíbrio dos Elementos da Natureza e variáveis atmosféricas; a fauna é proporcional à flora, em porte, variedade, densidade por área, Etc; as plantas são o Reino Vivo Mais comprometido com a formação e integridade do solo; com a umidade do ar, e umidade do chão; com a incidência e reflexão da luz solar; com a direção e intensidade dos ventos; com a drenagem de água no solo para formar lençóis subterrâneos e fontes de água; consequentemente as  matas tem tudo a ver com a formação de nuvens e atração das chuvas; A zona da mata RN tinha a maior massa orgânica - 1m³/m² do RN,  árvores com 30m de altura, em densidade de um elemento arbóreo por área de 4m² a 6m².
Toda essa vegetação foi desmatada para os campos dos canaviais, uma vegetação com massa vegetal de 0,2m³/m², que desaparece quando se faz a colheita, o corte da cana; para o plantio da cana-de-açúcar se faz  a aragem, arrancando o solo dos morros da zona da mata, material levado pela erosão para as partes baixas do terreno, normalmente ocupadas por água, charcos, brejos. A partir da  década de 60 (1.960+)  o canavial passou a ser queimado, FOGO para a colheita, e como se sabe, o fogo é um agente de destruição incompatível com a vida; à medida que o solo da zona da mata ia se esgotando, por conta dessa agricultura paleolítica, a cana-de-açúcar que se permitia 20, ou 30 colheitas,uma por ano na mesma SOCA, foi sendo reduzida para 10, depois 5, e finalmente 3 anos de vida, quando surgiu a triste e degradante ideia de se repor a fertilidade do solo com adubação química, que tem 3 dos (cerca de) 20 nutrientes minerais que a cana-de-açúcar requer para viver. Consequentemente a zona da mata MORREU, secou; para se cultivar a cana-de-açúcar na zona da mata RN os custos são altíssimos, razão pela qual a zona da mata RN já não tem engenhos, usinas; a oferta de chuvas foi drasticamente reduzida; grande parte das fontes de água secaram; o lençol de água subterrânea está baixando.