domingo, 25 de agosto de 2013

Educação ambiental.

Em estudo comparativo vimos na postagem anterior uma área serrana do sertão RN, com a serra de caatinga; aqui, no agreste RN, não há caatinga, e as serras são cobertas de vegetação com massa vegetal de cerrado que pode chegar a 0,4m³ (volume) de massa vegetal por m² (antes do desmatamento); O agreste do RN separa a zona da mata RN do sertão RN, e como a zona da mata RN é muito estreita, a distância entre o agreste e o Oceano é menor que 50km (em linha) reta; Enquanto isto, em Pernambuco, a zona da mata é larga, e assim o agreste PE, como é o caso do Município de Caruaru-PE, estar a mais de 100 km de distância do Oceano. As serras do agreste são modestas, se comparadas ao sertão, mas também tem lajedos emergentes onde naturalmente não há plantas, exceto macambira, xiquexique, coroa-de-frade; Pelo fato do agreste NE estar junto à zona da mata NE (do RN a BA) faz com que receba melhor oferta de chuvas, se comparado ao sertão de caatinga; Esta área da fotografia recebeu 470mm de chuvas em 2.013, 3 vezes mais do que a média do sertão RN. Isto mostra que o agreste se beneficia com as chuvas da zona da mata, MAS nem sempre; No Tempo de La Ñina, como será no ano de 2.014, as chuvas mais intensas vêm do Norte, e assim o sertão RN  pode receber maior oferta de chuvas do que o agreste RN;