domingo, 24 de fevereiro de 2013

Educação ambiental.

A macambira, seca,  arrancada pelo pecuarista deve ser queimada para eliminar os espinhos, servindo de alimento para o gado; O Sol eliminou (da planta arrancada) 30% da massa orgânica; o fogo (que virá) destrói mais 40% da massa orgânica que ainda resta; o rizoma, parte que contém mais água, fica reduzido 50% da massa orgânica que tinha, naturalmente; as folhas praticamente são devoradas pelo fogo, um grande desperdício de alimentos; A macambira é planta nativa do semiárido, e juntamente com o xiquexique são as únicas que nascem e vivem em cima dos lajedos; embora provida de água armazenada no corpo, sua cor é amarela(folhas), de certa forma bonita, podendo ser planta ornamental, que seria exótica onde não é nativa; provavelmente é planta de vida longa, imune a doenças, podendo viver dezenas de anos; tem sido empregada no semiárido como cerca viva.