terça-feira, 28 de maio de 2013

Educação ambiental.

Nesta fotografia um açude no semiárido NE, no dia 25 de maio de 2.013 vendo-se uma massa verde, e portanto clorofila de fotossíntese, uma característica dos vegetais; poderíamos chama de "plantas" se tivessem raízes; certamente um biólogo poderia classificá-la de algas; sem entrar no mérito do Reino a que pertence esse ser vivo, dsoriedem.blogspot.com   justifica cientificamente, o que outra Fonte de informação não fez, as causas da origem desse ser vivo e sua ação maléfica ou benéfica ao ambiente, e para isto colocamos o líquido do açude em uma garrafa de plástico transparente; O ser vivo é popularmente conhecido como "pasta", e no semiárido existem centenas de espécies de "pastas' na superfície do líquido armazenado no açude, umas, a exemplo da "baronesa", que se alimenta da massa orgânica dissolvida, inclusive absorvendo a massa orgânica decomposta, fezes e urina; assim, a "pasta" seria uma identificação da contaminação do açude, danoso para o ambiente; a PASTA  é matéria orgânica que se decompõe no ambiente com o tempo natural de vida, e as moléculas microscópicas do seu corpo se incorporam à molécula de água; No depósito de plástico nota-se a turbidez do líquido, de cor verde, mostrando que todo o líquido armazenado no açude está, a nível de molécula,  contaminado  com esse ser vivo microscópico; enquanto a parte aérea do ser vivo flutuante coleta a luz do Sol e os gases atmosféricos, a parte dissolvida desde a superfície do líquido até o fundo do lago forma uma corrente para coleta de nutrientes minerais; de fato o lago está dominado ( e contaminado) por esse ser vivo, onde o gado e a fauna local bebem, absolutamente maléfico; ontem, 27 de maio de 2.013 postamos a imagem de bovinos mortos recentemente, nesta área que no momento estar coberta de pasto  verde, nutritivo para o gado comer, e já não se justifica a morte por falta de alimentos; aqui, nesta açude, está uma das prováveis causas de morte do gado, que também acontece com outros animais da fauna; Na água de "beber" dos animais, incluindo o Homem, não pode haver minerais, matéria orgânica, elementos químicos estranhos, já que os órgãos internos, envolvidos com essa necessidade fisiológica não tem mecanismos para absorver ou transformar esses elementos, trazendo transtornos de saúde; o microrganismo verde integra essa "pasta" não pode ser benéfico ao organismo do gado e/ou do Homem, nem mesmo na alimentação, quanto mais na água de beber, e mesmo que fosse cozido na panela com água fervendo, seu corpo, mesmo morto, estaria trazendo problemas de saúde para um organismo complexo; o mesmo não (não saberíamos)se pode dizer quanto aos insetos que ingerirem o líquido do açude do semiárido; Mas, quanto às plantas, se esse líquido esverdeado, turvo, for colocado no corpo - folhas, galhos, caule; certamente bloqueará os poros de respiração, transpiração e fotossíntese, já que os elementos que compõem  a PASTA vão se incorporar ao corpo da planta; ENTRETANTO, podemos afirmar que essa PASTA é adubo orgânico de primeira qualidade quando incorporada ao solo, tal é a grande quantidade do gás nitrogênio que integra o corpo da "pasta", e que se decompõe quanto enterrada (no solo), onde o nitrogênio fica preso; a PASTA dos açudes do semiárido é muito usada em BIODIGESTOR por causa da grande porcentagem do gás nitrogênio.