sexta-feira, 31 de maio de 2013

Educação ambiental.

Todos os dias a  Natureza nos dar lições de vida no semiárido nordestino; sabe-se que a flora, plantas escolhem o lugar para nascer e viver de acordo com os 4 elementos da Natureza e suas variáveis atmosféricas; os animais, por sua vez, escolhem o lugar par nascer e viver de acordo com o porte, e variedades de indivíduos vegetais; Isto é, a massa orgânica vegetal, por área, está relacionada com os elementos e recursos naturais, enquanto a massa orgânica de origem animal, de um lugar observado, é proporcional à massa orgânica vegetal. A agricultura e pecuária do Homem tem de obedecer aos mesmos princípios, mas o Homem pode intervir nos elementos da Natureza para criar condições de vida diferente das condições naturais; Isto, entretanto, tem sido feito para PIOR, quando o Homem agride os Elementos e Recursos naturais; Mas a lição que temos nesta fotografia é o porte (ver o tronco) desse  juazeiro que nasceu junto de um lajedo, se beneficiando largamente dessa condição; Se o corpo - raízes, caule, galhos, flores tem cerca de 8m³ de madeira, que daria uma massa vegetal compacta de (1/5) x 8= 1,6m³; necessita de  5x1,6= 8 litros de água por dia, 2.920 litros por ano, quando a oferta de chuvas é de 200L/m²/ano; digamos que sua copa abranja uma área de 30 m², e portanto seriam 30X200= 6.000 litros; se esse volume de água permanecesse à sua disposição, seria água em excesso; acontece que as chuvas são de baixa precipitação, e a evaporação da água no chão e no corpo do vegetal é 3,5 L /m²/dia do chão, e + - 400 ml de água por m³ de massa vegetal por dia. Os 30m² de chão embaixo da área da copa (sem considerar que a sombra da copa reduz a evaporação) é de 105 litros por dia; os 1,6 m³ de massa vegetal evaporam 1,6 x 400= 640 ml por dia, 233,6 litrosX ano. Só tem chuvas no semiárido em estação chuvosa de 60 dias (c/El Ñino) e 120 dias (c/ La Ñina); se tivesse chuva todo ano, a perda  de água em 365 dias, neste caso, seria  105 X 365= 38.325 litros, 6 vezes maior do que a água que as chuvas proporcionam por ano; mas no tempo de La ñina a oferta de chuvas é de 1.000L/m², o que só acontece em ciclo muito variado; por exemplo: aconteceu em 2.011 e se repetirá em 2.014, mas  esse ciclo pode ser de 3, 5, 8 e 11 anos. Mas o nosso Juazeiro está tranquilo; o lajedo impermeável em torno dessa árvore tem mais de 100 m², e os 200 mm de chuvas/ano, 200.000 litros,  são totalmente canalizados para o tronco do juazeiro; Disto ficou uma grande lição para quem quer disponibilizar de água doce no semiárido, para TUDO: captar e armazenar água das chuvas, durante o período chuvoso, sem perda, sem fuga, sem contaminação, água doce pura, tal qual vem das nuvens; com 300mm de chuvas, reservar-se-ão  10% do semiárido para isto; no tempo de La ñina reservam-se uma área de 3% do semiárido para captar e armazenar água das chuvas para o abastecimento urbano e produção de alimentos.