sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Educação ambiental científica;

Calha do rio Camaragibe a 7 km das nascentes; 6m de largura e um metro de profundidade, vendo-se areia no leito, e nas barreiras do rio e nas várzeas laterais a gramínea "pirrichil", típica de terreno com salitre, e no fundo da fotografia uma mata de algarobas, as plantas mais adaptadas ao salitre no semiárido; A planta (flora) escolhe o lugar para nascer e viver de acordo com os 4 Elementos da Natureza e suas variáveis atmosféricas; a algaroba foi importada dos desertos da América do Norte e América do Sul - não escolheu o semiárido NE para viver, nem o semiárido a recebeu de bom grado - é uma imposição do Homem; como já vimos em postagens anteriores a algaroba está melhor adaptada ao semiárido NE do que na sua terra, o que significa dizer que o semiárido NE está pagando um preço muito caro tê-la aqui; Mas quanto à gramínea pirrichil? Se o salitre NaNO3 foi criado pelo "envolvimento insustentável" do Homem, particularmente com a agropecuária do FOGO, significa dizer que antes da civilização??? no NE não havia salitre, não havia pirrichil; a Pirrichil se alimenta de sal a ponto de todo seu corpo - raízes, caule, ramos, folhas, flores ser recheado de seiva salgada; No NE não havia o sal Nitrato de sódio, mas havia o sal cloreto de sódio = NaCl em pontos isolados do semiárido; ao contrário do NaNO3 que tem parte de sua formação na atmosfera, com a formação do HNO3 - ácido nítrico, a formação do NaCl é exclusivamente no chão; Na e Cl - sódio e cloro, são elementos abundantes no chão, mas também nos corpos de animais e vegetais; quanto mais massa orgânica animal e vegetal tiver a área, menos cloro, sódio (e outros minerais) ao alcance das raízes das plantas; quando as plantas morrem todo seu corpo vira pó naturalmente, reintegrando os componentes do seu corpo ao solo, que se tornam suprimento dos corpos de vegetais e animais; O NEBR tem a caatinga que ostenta a menor massa vegetal, por área, no Brasil, 0,02m³/m², enquanto na Amazônia essa relação é de 1m³/m², lembrando que a fauna é proporcional, em massa - número, porte, à massa orgânica vegetal; significa dizer que na caatinga há muito Na e Cl em cima da terra, enquanto que na amazônia o solo é predominantemente matéria orgânica decomposta, massa que repõe as necessidades das plantas vivas; a Química explica que os diferentes átomos dos elementos químicos fazem ligação eletrônica entre si para formar substâncias, a exemplo da molécula de Água  H²O; os átomos reagem entre si cedendo ou recebendo elétrons uns dos outros; no caso da ligação de H e O, o oxigênio precisa de 2 elétrons na última eletrosfera e recebe 2 átomos de Hidrogênio, 2 elétrons, para compor H²O; no caso de NaCl o sódio Na cede um eletron para o cloro Cl e formam a molécula de Sal; Os átomos são individuais, presente na Natureza, e Essas ligações entre átomos diferentes só é possível com uma fonte de energia externa da própria Natureza, entre as quais a energia luminosa e calorífica do Sol, mas também a água como solvente e substrato da natureza; A salinidade do solo e da água na terra, no chão vai depender da disponibilidade dos diversos átomos em participar dessa ligação, e da fonte de energia que força essa ligação; Toda água que tem contato com o chão tem Sal NaCl (e outros elementos estranhos); A salinização do solo por NaCl vai depender da disponibilidade de sódio e cloro na superfície do chão, e consequentemente da água com todas seus estados e condicionamentos; Na atmosfera não existe água salgada, mas pode ter ácidos que contribuem para a formação de substâncias salinas; a água que tem contato com NaCl da terra é salgada, mas o contato com o salitre NaNO3 é amarga; no rio Camaragibe, assim como nos outros rios temporários, tem os 2 sais, o que é mais agravante; a grama pirrrichil é a melhor revelação do solo e água salinizados;