sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Educação ambiental científica;

Leito do rio Camaragibe  coberto pela gramínea pirrichil, símbolo da presença de salitre; O semiárido  é a única área do NE que tem salitre no solo e água salgada, apesar de todo território nordestino ter sofrido com o desmatamento bestial com fogo; Mas isto não significa dizer que  outras áreas do NE não vão sofrer com a presença desses SAIS no solo e na água; A água das chuva é água doce, mas toda água que tem contato com o chão tem sal e outros elementos estranhos à água H²O; o que acelerou o processo de salinização da água e salitre no solo no semiárido é favorecido pelas próprias condições ambientais: tipo e nível da vegetação nativa, reduzida oferta de chuvas, grande intensidade de luz e de ventos que acelera a evaporação da água(que já é pouca);Já explicamos que a cobertura vegetal, Reino vegetal é, além do reino produtor de alimentos, por ser autótrofo, o 5º elemento da Natureza, tal é seu comprometimento com o clima; o nível de cobertura vegetal de um lugar retrata a disponibilidade de água doce, particularmente na ofertas de chuvas; enquanto no semiárido a oferta de chuvas varia de 60 a 150 dias por ano, no restante do NE a oferta de chuvas é de 140 a 180 dias por ano, o que significa dizer grande parte do ano com solo úmido; as plantas necessitam de água o dia todo, todos os dias; As plantas nativas do NE estão adaptados para uma oferta de chuvas de 500mm ao ano, em período de 100 dias; esta é a razão pela qual as árvores e arbustos do semiárido são leguminosas, e todas liberam as folhas(por caducidade) na maior parte do ano, uma forma de minimizar a dependência da água; As leguminosa colhem o nitrogênio da Atmosfera, quando libera as folhas no chão incorpora muito nitrogênio, o que seria benéfico se houvesse uma grande massa orgânica vegetal para utilizá-lo, mas no caso do semiárido o nitrogênio excessivo vai tornar o solo ácido, com pH abaixo de 6, que favorece a formação de salitre e outras substâncias nocivas; Sabe-se que a cobertura vegetal é: reino produtor de alimentos; 2) fornece oxigênio da respiração aeróbica dos animais; 3)absorve o gás carbônico, mas também o monóxido e dióxido de carbono, que como já vimos em outras postagens formam ácidos, inclusive formando o NaNO3 em foco; Quando o cloreto de sódio, (NaCl) principal responsável pela salinização da água no semiárido, tem tudo a ver com a redução (desequilíbrio) da água (das chuvas) e com a massa vegetal; Todo lençol subterrâneo do semiárido está salgado até 200m de profundidade; é um processo que levou milhões de anos, e cresce à medida que os lençóis subterrâneos não recebem suprimento de água doce das chuvas; Isto é, toda água da Terra veio ou vem das chuvas; Durante um bilhão de anos NÃO havia água na Terra; há 3,5 bilhões de anos formou-se, na atmosfera, a molécula de água H²O no estado gasoso; O hidrogênio "H" sempre existiu desde o Big Bang, mas o oxigênio "O" só foi criado quando as algas, microrganismos, foram criados na superfície da Terra; portanto a água teve um começo e terá um fim, em processo inverso; Hoje as matas e florestas são decisivas para repor (juntos com as algas dos Oceanos) o oxigênio na atmosfera; Se as chuvas são a única fonte de água doce na Terra, O Homem, um ser vivo que come, bebe e respira água doce, deve investir na atmosfera, reduzindo a poluição, estimulando a formação de nuvens e formação de chuvas, processos em que a cobertura vegetal TEM tudo a ver; Se a água subterrânea do semiárido está salgada por falta de suprimento de água DOCE das chuvas,  capta-se e armazena água das chuvas para injetar no lençol; quando maior o volume de água doce, menor o teor de sal; Para criar uma massa vegetal no semiárido, com a função de melhorar o clima, oferta de chuvas, oferta de alimentos, oferta de oxigênio para nossa respiração aeróbica, é a mesma medida técnica científica: captar e armazenar 5% da água doce das chuvas, todos os anos, para criar e manter um cobertura vegetal de 0,5m³/m²; No semiárido onde os elementos naturais: Luz Solar, solo, e gasees da Atmosfera são favoráveis à proliferação de vida, O vegetal necessita de 5 litros de água  DOCE, por dia, por m³ de massa vegetal, portanto 5 x 365 dias = 1.825 litros, ou 1,82m³ de água por m³ de massa vegetal ao ano; significa dizer que para criar e manter uma massa vegetal de 0,5m/m² são necessários 1.825:2= 912,5 litros de água por ANO; a oferta média de chuvas no semiárido é 500mm ou 500L/m², 5.000.000 litros por hectare; os 0,5m³ de massa vegetal por m² são 5.000m³ de massa vegetal por hectare que precisam de 9.125m³ de água por ano, mas como a oferta média de chuvas é de 5.000m³, necessitam-se de  9.125: 5.000= 18.250 metros quadrados de área para captar a água das chuvas para manter um hectare de terras que tem uma vegetação com massa de 5.000m³; Esta arborização deve ser feita com plantas que fornecem alimentos diretos para o homem, a exemplo de fruteiras, cana-de-açúcar; de extrativos: algodão e outras fibras; de madeira, preferencialmente nativas, ou sabidamente adaptadas ao clima dos trópicos;